O Urban Sketcher Ramon Correia registra paisagens da cidade

 

Ramon Correia é natural de Palhoça e mora em Imbituba a três anos. Com um talento nato para as artes. Em 2016 começou a participar do movimento global conhecido como Urban Sketchers e desde então quando tem um momento livre desenha paisagens, prédios, ambientes, pessoas e qualquer coisa que estiver em seu campo de visão.

Ramon desenha desde jovem e em 2007 desenhava caricaturas e chegou a ter um espaço em um jornal de Palhoça. Começou o curso de Artes na UDESC, mas não se aprofundou e interrompeu o curso, vindo a parar de desenhar também. Realizou um curso de agrimensura e conseguiu passar em um concurso para a prefeitura de Imbituba. Se mudou para a cidade e em 2016 começou o curso de arquitetura em Laguna.

“O curso me fez voltar a desenhar. Temos aulas de desenho, que é algo muito presente na profissão, mas foi lá também que encontrei o movimento Urban Sketch. Se trata de desenhar croquis urbanos e é um movimento mundial que vem crescendo a cada ano. Fui em um evento destes em Curitiba que reuniu mais de 200 pessoas e foi lá que comecei a fazer meus primeiros desenhos”, desde então Ramon já imprimiu com sua arte várias paisagens principalmente de Imbituba e Laguna como a Praia da Vila, Prefeitura de Imbituba, entre outros locais.

O Urban Sketch tem uma série de regras. O desenho é um registro do tempo e lugar e as cenas tem que ser fieis à realidade. O Urban Sketch tem que ser feito in loco, tem que terminar no local, sem poder finalizar depois, podendo demorar de minutos a horas. Qualquer técnica pode ser utilizada. Ramon trabalha na prefeitura de Imbituba pela manhã e à tarde estuda em Laguna e a qualquer momento tira seu caderno para registrar o que está vendo, uma paisagem, ou um consultório onde espera uma consulta.

“Hoje pra mim é um hobby bem interessante que tiro vários momentos da minha semana pra fazer o desenho. O Urban Sketch tem encontros periódicos, geralmente em Florianópolis e para o meu curso é interessante desenvolver isso e como forma de expressão é interessante também”, destaca Ramon que nunca pensou em trabalhar somente com arte.

Movimento Urban Sketch

Depois de observar um número cada vez maior de pessoas compartilhando seus desenhos de locação (feitos ao ar livre) na web, o jornalista espanhol e residente nos Estados Unidos, Gabriel Campanario criou, em 2008, o blog www.urbansketchers.org para reunir entusiastas desse tipo de atividade artística.

Desde então essa grupo vem crescendo rapidamente, contando hoje com cerca de 50 blogs regionais e reunindo dezenas de milhares de pessoas na internet e em seus encontros regionais e internacionais. Em dezembro de 2009 se tornou uma organização sem fins lucrativos, com corpo diretivo e conselho.

O Urban Sketchers é uma comunidade de correspondentes que reúne pessoas do mundo todo, interessadas em produzir e compartilhar seus desenhos de locação. Essa comunidade global inclui pintores, arquitetos, jornalistas, publicitários, ilustradores, designers e educadores, que publicam mais que apenas desenhos na web, compartilhando também a narrativa e as circunstâncias em que esses desenhos foram feitos.

O Urban Sketcher tem como missão incrementar os valores documental, educacional e artístico, do desenho de locação, promovendo sua prática e conectando pessoas ao redor do mundo que desenham em suas cidades e em suas viagens.

Comentários