Patrimônio Público degradado

Nesta segunda-feira (26), a Escola José Vanderlei Mayer (CAIC) localizada em Vila Nova Alvorada (Divineia) sofreu mais uma vez com a ação de vândalos e saqueadores. Suspeita-se que jovens, menores de idade, arrombaram uma janela do piso superior e entraram na escola quebrando e sujando com tinta vários cômodos da escola que encontra-se fechada desde fevereiro.

Com sérios problemas de estrutura, quando chove as salas de aula alagam, a biblioteca e algumas salas de aula também enchem de água. No início do ano letivo os alunos foram transferidos para as salas de catequese da Igreja da Divineia e para o Centro Comunitário. O secretário de Educação Filipe Dias chegou a conversar com engenheiros da prefeitura, para viabilizar reformas mas até então nada foi feito.

Com o abandono do poder público, o espaço fica à mercê de vândalos e saqueadores. Alguns funcionários do CAIC tiveram que retirar alguns materiais nesta segunda-feira, já que a situação está descontrolada. Ao longo deste ano e do anterior a escola já sofreu vários saques, inclusive foram levados computadores, materiais didáticos foram destruídos e as janelas da escola estão em sua maioria quebradas.

No início do ano o secretário da Secretaria de Desenvolvimento Anderson Maximiano ressaltou que era possível consertar o telhado do CAIC. “O que precisa acontecer é a arrecadação dos recursos para que a obra seja feita”, destacou Anderson e complementou que a responsabilidade de levantar o orçamento e o planejamento ficou de responsabilidade do Engenheiro Jarlex Teixeira, da Secretaria de Obras, que a redação do Grande Jornal não conseguiu contato até o fim desta matéria.

O secretário Filipe Dias destacou que não há obras em andamento, “enquanto o departamento de engenharia da Prefeitura não atestar, através de laudo técnico detalhado, o que pode e o que não pode ser feito atualmente no prédio”. No início do ano, Filipe falou em realizar uma campanha de valorização do CAIC, para que ele se torna-se um colégio modelo. “Temos todas as condições de mudar a história daquela escola e vou trabalhar para que isso seja possível”, comentou.

Comentários